Lisboa e Vale do tejo

Lisboa, Santarem, Sétubal, 
 
 
Quinta do Almaraz
Designação
Povoado
Localização
Almada, Setubal (via google maps)
Descrição
A Quinta do Almaraz corresponde a um povoado situado numa falésia com excelentes condições naturais e de defesa, e auferindo de uma excelente visibilidade sobre o estuário do rio Tejo. 
As sucessivas campanhas arqueológicas levadas a cabo neste sítio permitiram diferenciar três zonas ocupacionais, a primeira das quais foi identificada na sua plataforma mais elevada, e corresponderia ao povoado Calcolítico e da Idade do Bronze. A segunda zona revelou-se a mais extensa das três - rodeada por duas linhas de muralhas, com um fosso sob a primeira delas -, e foi atribuída à ocupação da Iª Idade do Ferro, enquanto que a terceira, localizada na zona mais a oeste desta falésia, relacionar-se-ia com o período ocupacional da 2ª Idade do Ferro. 
Em termos genéricos, as estruturas descobertas teriam correspondido a alojamentos de planta rectangular de pequenas dimensões, edificadas com pedra seca, cujos habitantes se dedicariam preferencialmente à agricultura, à qual se somava a pastorícia e alguma prática piscatória. Base de subsistência esta que, no fundo, parecia não divergir substancialmente da economia que caracterizava todos os registos anteriores, atribuíveis ao Bronze Final. 
É possível que parte do pescado obtido se destinasse à exportação, sugerindo-se a prática da "salga de peixe", a par da própria exploração do sal, também ele provável objecto de exportação, absolutamente natural numa altura em que este produto desempenhava um papel assaz crucial na alimentação, ao mesmo tempo que se observava uma real dificuldade em obtê-lo nas quantidades exigidas pela existência quotidiana do mundo mediterrânico de então. 
Por outro lado, alguns dos elementos recolhidos parecem indicar que a exploração das areias auríferas do rio Tejo constituíria uma das outras possíveis actividades exercidas por algumas das populações que ocuparam sucessivamente este local ao longo dos séculos. Além disso, é possível inferir a prática da metalurgia através da análise das escórias existentes, reforçada pela presença de cadinhos de fundição. 
Acessos
Direcção castelo de Almada.
Bibliografia
Ana Olaio, Ânforas da Idade do Ferro na Quinta do Almaraz (Almada)
Ana Ávila de Melo , Pedro Valério , Luís de Barros ,Maria de Fátima Araújo "Práticas metalúrgicas na Quinta do Almaraz (Cacilhas, Portugal): vestígios orientalizantes" 
Luis Barros, Antonio Soares "Cronologia absoluta para a ocupação orientalizante da Quinta do Almaraz, no estuário do Tejo (Almada, Portugal"
Francisco Correia, "Enterramento de cães na Quinta do Almaraz (Almada, Portugal)
http://www.patrimoniocultural.gov.pt (Quinta do Almaraz)
 

 

 
novas 038.jpg
novas 038.jpg

press to zoom
novas 038.jpg
novas 038.jpg

press to zoom
1/1
Castro de Chibanes
Designação
Povoado
Localização
Serra do Louro, Palmela, Setúbal (via google maps)
Descrição
Fortificação complexa, com muralhas, torres e baluartes, que integra três grandes fases construtivas às quais correspondem diferentes formas de organizar o espaço edificado intra-muros.
Acessos
Em Palmela seguir a direção Azeitão e seguir direcção serra do Louro. 
Bibliografia
 

 

 
 
lisboa.jpg
lisboa.jpg

press to zoom
Lisboa0.jpg
Lisboa0.jpg

press to zoom
lisboa2.jpg
lisboa2.jpg

press to zoom
lisboa.jpg
lisboa.jpg

press to zoom
1/4
Castelo de S.Jorge
Designação
Povoado
Localização
Santa Maria Maior, Lisboa (via google maps)
Descrição
A primitiva presença humana na área remonta à Idade do Ferro, e as pesquisas arqueológicas trouxeram à luz testemunhos desde, pelo menos, o século VI a.C. Durante a Idade do Ferro e o período romano desempenhou um papel estratégico na defesa do povoado.
Acessos
Castelo de S.Jorge em Lisboa
Bibliografia